quarta-feira, 26 de março de 2008




Não quero poemas longos
Quero sim versos curtos
Não quero grandes prosas
Quero apenas pequenas obras
Quero uma poesia singela
Que possa encontrar sempre nela
Tola e bela,
Sempre um reflexo de mim.

5 comentários:

EU disse...

Hi Sophie!!!

Passei aqui para dizer oi.

OI!!!
heheheh!!!
(engraçadinha...)

Adorei esse poema que você postou!!!
Espero que goste dos meus textos. Eu ando escrevendo umas coisas meio sem-noção, mas é apenas falta de tempo e paciência...
Atualmente estou me dedicando à leitura, estou lendo Lasher de Anne Rice.
Você gosta de ler o quê?
Abraços

caio disse...

acho que todos somos somos pequenas de obras

Isaac Nogueira disse...

é perigoso concordar, mas eu também!

Anônimo disse...

no meio de tantas palavras a gente se perde, na poesia mínima a gente se encontra e transcede.

karine disse...

no meio de tantas palavras a gente se perde, na poesia mínima a gente se encontra e transcede.